7 de mai de 2012

Do Deserto para a Montanha

Um comentário:

  1. Boas.
    Tive o privilégio de o cumprimentar hoje, e sabe Deus quantas oportunidades temos ao longo de uma vida de privar de perto com alguém especial.
    Quando falo em especial é mesmo isso que sinto, alguém capaz de se bater em condições estremas com os Africanos, reis e senhores da resistência isto para não falar dos americanos arrogantes em todos os aspetos, e ou os Europeus nativos das grandes potencias…
    Como tive a oportunidade de perguntar, e fiquei esclarecido quanto a visibilidade nos meios de comunicação deste país, fiquei ainda mais triste ao saber da falta de apoios estatais, é este um país de futebóis, um pais com uma dezena de milhões de habitantes que consegue ter três jornais desportivos diários, e em noventa por cento das suas páginas é só futebol, como se este fosse o único desporto praticado.
    Meu caro Carlos, vou continuar a acompanhar os seus feitos, quanto mais não seja apor aqui…
    O meu muito obrigado por levantar bem alto a bandeira do nosso país.

    ResponderExcluir